• Aconteceu sábado (09) no estádio Geraldão o jogo de despedida do atleta Preá do Vila Brasil.

    Após 27 anos defendendo as cores do Vila Brasil, Botafogo e vários clubes do Brasil, onde chegou a disputar 08 Copas do Brasil, Genivaldo Pereira dos Santos, mais conhecido como Preá, resolveu se despedir dos jogos oficiais pelo verde amarelo.

    Laan, presidente do Vila Brasil, fez uma vasta programação para a despedida do jogador Preá, que contribuiu na conquista de 09 títulos da agremiação, 05 Campeonatos de Bairros e 04 Barreirenses.

    Antes da partida principal, houve a apresentações do sub 17 e do feminino reapresentando o Município de Cotegipe, aonde Preá já vem a algum tempo ministrando seus ensinamentos adquiridos na sua vida de atleta, tanto amador quanto profissional. No sub 17, apesar de mostrar conhecimentos, os garotos do mestre foram derrotados pelo Azul e Branco, time comando por Zé Carlos por 2 a 1. Já no feminino, que também mostrou entender do assunto, já com os ensinamentos do professor, venceu um combinado barreirense por 3 a 0.

    No jogo da festa, com uma surpreendente ausência, mais de 80 %,  dos convocados pelo técnico Bruno para defender a Seleção Barreirense, teve um primeiro tempo com os jogadores dos dois times querendo mostrar serviço. Tanto que Luzinho e Natanael tiveram boas oportunidades de abrir o placar e desperdiçaram. O time do Vila Brasil mostrava um melhor entrosamento mais não incomodava muito o goleiro Vitor a não ser de chutes de longa distância como aos 23 minutos quando Preá da intermediária chuta com perigo. Enquanto isso os comandados de Bruno também davam suas pontadas como aconteceu aos 30 minutos com Luzinho desperdiçando. Aos  33 minutos, a melhor oportunidade de gol até então, Bimbo faz lançamento na medida e coloca Luzinho frente a Eládio que por duas vezes no mesmo lance evite que a bola fosse morrer no fundo das redes. Dois minutos depois foi a vez Herbley invadir pela esquerda e manda um petardo que o goleiro Vitor consegue desviar a bola que bate na trave e é aliviada pela defesa.

    Na volta para o segundo tempo, querendo que festa fosse completa, logo aos 03 minutos Heuller perde a bola na lateral do campo que é alçada na área o Goleiro Vitor rebate nos pés de Alex, com seu faro de gol  o atacante abre o placar. Tentando aproveitar a desestabilização momentânea da seleção, o Vila busca o segundo gol e consegue aos 11 minutos com Natanael,  no bico da grande área consegue mandar no ângulo sem chances para o goleiro Vitor. Alex ainda teve a infelicidade de perder chance de aumentar o placar após cruzamento de Preá, desperdiçando ótima oportunidade.

    Os dois técnicos começaram a fazer substituição em suas equipes e ai brilhou a estrele de Bruno. Com as entradas de Sávio e Tiago, o setor ofensivo melhora e volta a incomodar o sistema defensivo do Vila que já atuava com certa tranquilidade. Até que aos 24 minutos numa falha de Eládio, Idêntica a que já havia acontecido numa partida contra Vila Rica pelo barreirense, Bimbo cobra falta e o goleirão aceita. O gol anima a seleção que partiu para cima. O time do Vila já não atuava bem após as substituições realizadas, incluindo a saída de Preá, e em apenas num lance a seleção desperdiça por três vezes a chance de empatar, com Eládio fazendo defesas importantes, se redimindo da falha no gol da seleção.

    Em jogadas individuais o Vila Brasil dava seus sustos como aos 34 minutos, Natanael arrisca chute e a bola caprichosamente trisca no travessão e sai. Um minuto depois, Eládio rebate nos pés de Luzinho que desta vez não deu chance para o azar e faz o gol empatando a partida em 2 a 2. Tiago deixava a defesa do Vila em pavorosa sempre que recebia a bola, principalmente pela esquerda do ataque quando levava perigo a defensiva do verde e amarelo, e após uma jogada sua a bola sai em escanteio. Na cobrança, Eládio sai mal e Luzinho não desperdiça e faz seu segundo gol, virando o placar para 3 a 2. Aos 40 minutos outra vez Luzinho obriga o goleiro do Vila fazer grande defesa evitando o quarto gol. Reencontrando seu futebol, Bimbo em mais um lançamento preciso, deixa Caio na cara do gol e este não desperdiça, fazendo 4 a 2 para a Seleção de Barreiras.

    Foi uma grande festa mesmo com pouco público devido as chuvas, quem compareceu se deliciou com muitos gols e sorteios de brindes ofertados pelos patrocinadores do Vila Brasil Lojas Alianças e Café Fafá que deram suas contribuições para a grande despedida de Preá. O radialista Afonso Sores Soares levava as emoções dos lances da partida através do carro de som e a TV Câmara como sempre, dando sua valiosa contribuição ao futebol barreirense, desta vez com os profissionais Luiz como cinegrafista e J. Silva nas reportagens abrilhantaram mais ainda esta festa. Louva-se a presença de dirigentes do futebol barreirense, em especial Joacir do Morada da Lua.

    Devidas as torrenciais chuvas que castigaram Riachão das Neves, a atração que participaria da festa de despedida de Preá, Moisés jogador do Vila Nova de Goiás, de férias na sua cidade natal, não pode comparecer conforme estava anunciado.

    A festa teve prosseguimento no Espaço de Eventos Gil França, onde todos foram recepcionados nesta grande festa de despedida de Givanildo Pereira dos Santos, conhecido nos meios esportivos como Preá.

     

    * Confira a galeria de fotos desta notícia:


    • Compartilhe:

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!